Cobertura jornalística desde 1977

"O Estado de S. Paulo" - 23 de julho de 2000.

Um fato conquista importância de acordo com a quantidade de pessoas que mobiliza. Os inúmeros desdobramentos provocados pelo cemitério de trens de Iperó se tornaram um prato cheio para a mídia ao longo dos anos. O caso repercutiu na imprensa desde o fim da década de 1970, tendo ocorrido a primeira citação nacional em janeiro de 1977.

O acúmulo de vagões no pátio iperoense aconteceu durante mais de 35 anos. Esse processo se intensificou devido à constante queda no transporte de cargas da Fepasa e ao encerramento das operações com os trens de passageiros. A seguir você vê as matérias sobre o caso e também os desdobramentos após a retirada dos vagões abandonados.