Livro de Visitas

A partir deste LIVRO DE VISITAS, conforme surgem novos relatos sobre Iperó eles são acrescentados aos “Fragmentos de história”. É um espaço idealizado originalmente pelo Augusto Daniel Pavon. Com pequenas crônicas, juntamos várias peças do grande quebra-cabeça que é a história de uma cidade como a nossa.

É o próprio Pavon quem explica: “Para resgatarmos a história não bastam fotos e opiniões de pessoas queridas ou simpáticas. Precisamos garimpar. E ainda é possível: pessoas que viveram, registraram, se empolgaram, têm senso crítico e possam nos dar uma sequência histórica aos fatos. A ideia é simples: com as nossas recordações e histórias, nos utilizando de narrativas, descrições e crônicas, resgatar dados para subsidiar a história informal de Iperó. Com isso, ofereceremos uma visão da dinâmica de vida da época.”

Portanto, fica o convite para que cada um deixe uma mensagem ou escreva as suas histórias vividas em Iperó. São registros muito importantes.

Obrigado e um grande abraço a todos,

Hugo Augusto Rodrigues

Escreva a sua mensagem

 
 
 
 
 
 
 
Obrigado por acessar o site.
Said Jorge Moraes
Querido amigo Hugo!
Quero deixar a minha gratidão e admiração pelo resgate da nossa história.
Alguma lágrimas rolaram pela minha face ao reencontrar o meu distante passado.
Não sou poeta para expressar o meu sentimento, mas inspirado nas imagens que presenciei, deixo registrado nos anais da nossa existência a palavra "Saudade".
Saudade é a ausência da presença que partiu, mas hoje ela se fez presente, recordando os momentos inesquecíveis que vivenciei nesse pedacinho de chão.
Apraz-me cumprimentá-lo em nome dos conterrâneos por ter revelado a nossa história.
Carinhoso abraço!