“Mulheres de Iperó”

Mulheres de Iperó
Jovens na praça da matriz na década de 1960.

por Zeca Corrêa Leite

A Vânia com essa saia comprida e magra
Me lembra as mulheres de Iperó.
A Vânia me lembra, com essa saia,
As mulheres de domingo de Iperó
Que passeavam na praça, em frente à igreja,
Junto do cinema,
E que tomavam sorvetes do Bibe
E que andavam de caminhão
E que iam até Bela Vista
E que eram parentes da madrinha Francisca
E que conversavam com o Tide.

E que me carregavam.

A Vânia com essa saia comprida
Me lembra Iperó
Em 1953,
Poses de fotos batidas na Kodac
Que tinha um olho vermelho
A olhar constantemente ao fotógrafo.

Lembro dos trens e do vento
Dos eucaliptos e das canções
E de minha mãe.

Eu me lembro das saias magras
Nas caipiras tardes
Que abraçavam e beijavam
As moças não beijadas
Da pacata Iperó.